Home » O Azeite e as doenças Cardiovasculares

O Azeite e as doenças Cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são a maior causa de morte no mundo industrializado. Os estudos demonstram que a aterosclerose é bastante ligada aos hábitos alimentares, estilo de vida e a alguns aspectos do desenvolvimento económico. O desenvolvimento da aterosclerose depende de muitos factores: os mais importantes são: o colesterol elevado, a tensão arterial, diabetes e os hábitos tabágicos.

“… Os países onde a mortalidade causada por doenças cardíacas é MENOR, são os países onde o azeite é a gordura principal na sua dieta alimentar.”

Professor Francisco Grande Covián

O que é a Aterosclerose?

O QUE É A ATEROSCLEROSE?
Aterosclerose é a situação em que placas de lípidos (LDL), conhecidas por ateromas, depositam-se nas paredes das artérias. Esta situação impede o sangue de chegar aos tecidos, impedindo o bom funcionamento de órgãos vitais, como o coração e o cérebro.

Quais são as consequências?

Quando o coração é afectado, a aterosclerose causa angina e ataque cardíaco, e aumenta o risco de morte através de ataque cardíaco fulminante. Quando o cérebro é afectado, pode ocorrer trombose cerebral levando à paralisação muscular, à perda da capacidade cognitiva e ao risco de demência. A aorta e as artérias dos membros inferiores podem também ficar danificadas, causando dores e dificuldade no andar e existe a possibilidade de ocorrência de necrose e gangrena.
As placas de gordura podem formar trombócitos causando assim trombos ou isquémia. Assim, o sangue não consegue passar pelas artérias, levando à morte das células dos tecidos e órgãos.

O Azeite e a Aterosclerose

O Azeite e a Aterosclerose
Tem sido demonstrado que o azeite tem um efeito preventivo na formação dos trombos. Tem sido observado que, ao evitar o excessivo processo de coagulação, uma dieta rica em azeite pode atenuar o efeito das gorduras dos alimentos na formação dos trombos, diminuindo desta forma, a incidência de problemas cardíacos nos países onde o azeite é a principal gordura consumida.

O que é o Colesterol?
O Colesterol é a gordura contida nos alimentos de origem animal. Dietas alimentares com o consumo elevado de gorduras de origem animal, aumenta o nível de colesterol no sangue, sendo o este um dos principais factores de risco de doenças cardiovasculares.
As gorduras (triglicéridos) e o colesterol são transportados no sangue pelas lipoproteínas. O colesterol ligado às proteínas de baixa densidade (LDL, VLDL) torna-se aterogénico, danificando as paredes dos vasos sanguíneos. Nas etapas seguintes, esta situação pode levar a um ataque cardíaco. Este colesterol é conhecido como o “mau colesterol”. Em contrário, o colesterol ligado às lipoproteínas de alta densidade, conhecidas por HDL, é chamado de “bom colesterol”, porque fornece protecção contra os primeiros sintomas das doenças cardiovasculares. As lipoproteínas de alta densidade, removem o colesterol livre das células, esterificando-o e transportando-o para o fígado onde é eliminado com a bilis.

O Azeite e o Colesterol
O Azeite diminui os níveis do colesterol, colesterol-LDL e triglicéridos existentes no sangue. Ao mesmo tempo, não altera os níveis do colesterol-HDL (pode até aumentar), o que faz com que tenha um papel fundamental na protecção e prevenção na formação das placas de gordura, ao mesmo tempo que estimula a eliminação das lipoproteínas de baixa densidade.
O efeito benéfico do consumo de azeite nas doenças cardiovasculares, tem sido demonstrado na prevenção primária, reduzindo o risco de desenvolvimento dessas. Actua também na prevenção secundária, prevenindo a recorrência após o primeiro incidente coronário.
No presente, as pesquisas científicas revelam a efectividade da dieta mediterrânica, na prevenção de ocorrências secundárias a um incidente coronário. Diminui o risco de depressão associada a doentes com esta patologia. Estas descobertas são muito importantes, uma vez que, demonstram que o consumo de azeite pode diminuir as consequências e riscos, do estilo de vida existente nas sociedades modernas.

By |2016-05-28T08:34:40+00:00Maio 28th, 2016|Azeite e a Saúde|0 Comments

Leave A Comment